DO MITO À ALEGORIA: REVISITANDO OS CAMINHOS DO PENSAMENTO SELVAGEM EM LÉVI-STRAUSS

Dirceu Ribeiro Gama

Resumo


O objetivo do presente estudo consiste em revisitar o mito enquanto expressão do pensamento selvagem tal qual concebido por Lévi-Strauss. Assim, num primeiro momento, serão expostas suas interfaces com a linguagem, a bricolagem e o espí­rito estrutural. Em seguida, procurar-se-á mostrar que o mito, consoante essa perspectiva, adquire caracterí­sticas de manifestação alegórica, a qual reflete a dinãmica da história como movimento incessante de estruturação. Em decorrência, os acontecimentos históricos aparecem como fluxos repletos de acentos imprevisí­veis e, por isso, trágicos.

Palavras-chave


Lévi-Strauss; Pensamento Selvagem; Mito

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Portal Eletrônico: Revista Filosofia Capital _________________________________________________________________________________________________________________ Licença Creative Commons
FILOSOFIA CAPITAL de REVISTA FILOSOFIA CAPITAL está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em www.filosofiacapital.org/. _________________________________________________________________________________________________________________________ Copyright 2006. Revista Filosofia Capital-RFC ISSN 1982-6613 Brasí­lia-DF. Todos os direitos reservados.