CULTURA XAMÂNICA E SABEDORIA ANCESTRAL AS RELAÇÕES DE CONFIANÇA COMO VALOR CENTRAL

Rogério Favilla

Resumo


Por milhares de anos só podí­amos contar uns com os outros para aumentar as chances de sobrevivência cotidiana da comunidade num mundo onde se convivia com todos os tipos de perigos e dificuldades. Nesta longa e incrí­vel jornada desenvolveram-se as variedades étnicas, lingüí­sticas e ideológicas que hoje conhecemos. Esta diversidade tem sido tanto o trunfo adaptativo da nossa espécie quanto à fonte de conflitos e intolerãncia entre as comunidades humanas, na medida em que elas se etnocentram. Quando elas passam a considerar, narcisicamente, suas cosmovisões e mitologias como sendo o Centro do Mundo (Axis Mundi). E, a elas mesmas, as primeiras a serem criadas, como se fossem –os filhos diletos da Criação-. Desta maneira responsável, os novos xamí£s, não raro re-lendo, recriando, atualizando de acordo com suas realidades sociais, dentro de suas próprias mitologias pessoais, poderão exercer e disseminar as práticas sociais nativas como a organização em conselhos tribais e a distinção pelo mérito verdadeiro. Ao mesmo tempo, por meio dos novos xamí£s, servindo de ponte entre os dois mundos tão assimetricamente relacionados, fundamentados no reencantamento da Natureza, que é a visão xamãnica da vida, teremos o resgate ecopolí­tico necessário à sobrevivência do planeta.

Palavras-Chave: Diversidade – Comunidades Humanas – Cosmovisões – Reencantamento – Planeta

Palavras-chave


Estudo de Gênero; Estudo de Casos

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Portal Eletrônico: Revista Filosofia Capital _________________________________________________________________________________________________________________ Licença Creative Commons
FILOSOFIA CAPITAL de REVISTA FILOSOFIA CAPITAL está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em www.filosofiacapital.org/. _________________________________________________________________________________________________________________________ Copyright 2006. Revista Filosofia Capital-RFC ISSN 1982-6613 Brasí­lia-DF. Todos os direitos reservados.